quarta-feira, 30 de novembro de 2016

VOCÊ ACREDITA NOS ATUAIS AGROGLIFOS?

Os agroglifos são um dos maiores mistérios da humanidade. Surgiram há aproximadamente 30 anos atrás no interior da Inglaterra e se espalharam pelo resto do mundo. Muitos acreditam que seres de fora deste planeta, já outros alegam ser apenas fraudes. Confira neste artigo e saiba mais sobre esse interessante e intrigante fenômeno que mexe coma imaginação de todos.

Agroglifos é, talvez, um fenômeno que não é muito conhecido pelas pessoas. Trata-se de uma manifestação de imagens, desenhos feitos em plantações de milho, canaviais, entre outros, de forma inexplicável. São sinais que podem ser facilmente confundidos com os nossos conhecidos hieróglifos egípcios. Essas manifestações em campos de plantações são relacionados a formas de vida inteligente não conhecidas pelo homem.

Realidade x Fraude
O fenômeno de Agroglifos no Brasil teve início em 2008 na região sul do país, principalmente em pequenas cidades com menos de 10 mil habitantes. Até hoje, no Brasil, nenhum artista ou pessoa reclamou a si a fraude e assumiu o seu trabalho, o que nos leva a pensar que essas são possíveis casos reais. Entretanto em outros países como na Inglaterra, artistas já enganaram muita gente ao criarem agroglifos com muita precisão e depois de um tempo admitiram a autoria de certos desenhos.

Aqui podemos ver que é possível cria-los!


Essas imagens pode ser produzidas facilmente com uma simples vassoura, por exemplo, a pessoa simplesmente pode ir aos poucos dobrando as plantas até formar tais imagens, entretanto existem Agroglifos que são tidos como quase impossíveis de se reproduzir. Deve-se ao fatos ao da precisão métrica, do formato e do tamanho, ou seja, são mais do que meros círculos no campo. Há possibilidade de serem verdadeiros e o tempo que levaria para ser feito, algo dessa magnitude e precisão poderia levar dias ou muitas horas para ser feito por uma equipe bem treinada. Sem falar que seria preciso uma marcação precisa por satélite e GPS para reproduzir com exatidão o que já foi encontrado.

 Reconhecendo um Agroglifo verdadeiro

Um agroglifo verdadeiro pode ser identificado por vários fatores, veja aqui uma lista de fatos que ocorrem quando é encontrado um agroglifo.

Atividade magnética e energética
Odores diferentes
Flash de luzes
Encontrado em locais isolados ou pouco habitados
Formatos diferenciados, totalmente simétricos
Relatos de ocorrências incomuns no local
Significado dos Agroglifos

Há muita controversa sobre tal significado. A maioria dos ufólogos, estudiosos nessa área, concorda em dizer que essa é uma mensagem de seres de vida inteligentes que não são deste planeta. Não é possível traduzir o significado dos símbolos, outros estudiosos relacionam os agroglifos a símbolos antigos, principalmente da civilização egípcia, cujo a qual poderiam ter alguma ligação.

Rondinelli: Eu particularmente acredito em “marcas” em plantações, mas não nesses atuais! Acredito em marcas de pouso e não desenhos complexos sem sentido algum. Sabemos também de relatos de que pessoas são contratadas para fazer esses desenhos! Favorecer alguém? Sim, claro! Já que é um assunto fascinante e que vende milhões (Revistas por exemplo).
Acredito sim que somos visitados a milênios, só não acredito que seres altamente evoluídos venham até aqui só pra zuar nossas plantações, não é verdade!?
E você? Acredita em Agroglifos?

Parte do texto: Fc Noticias

sábado, 15 de outubro de 2016

MORADORES DE VILA NOVA RELATAM PRESENÇA DE EXTRATERRESTRES EM CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ – BRASIL

Casos incluem bolas luminosas que cortam os céus e presença de criaturas na localidade.

Há algo de incomum nos céus de Vila Nova de Campos e não seria deste mundo, pelo menos segundo alguns moradores do distrito localizado ao norte do município. No local há relatos de bolas de fogo, luzes que piscam e cortam o firmamento à noite e também de seres cuja forma não é humana. Esses “avistamentos” — termo técnico usado para tais situações — são mais comuns em Campos do que se imagina e isso está atraindo os olhares de ufólogos do país para a cidade.

Foi na fazenda Pedra D’água, em Vila Nova, que o trabalhador rural Clovis Ferreira da Silva, 61 anos, avistou uma bola de fogo várias vezes nos últimos 17 anos. Seu último avistamento foi há cerca de dois anos. Segundo o morador, o fenômeno extraterrestre aparece sempre no início da noite, logo após o pôr do sol, em direção ao poente. O tamanho é comparável a como vemos a Lua, mas a bola de fogo faz movimentos elípticos lentos e some sempre nas proximidades de umas pedras, onde nos últimos meses várias árvores apareceram mortas e caídas no chão.

“No princípio, eu achava que era a ‘Mãe do Ouro’, como minha mãe sempre disse.  Mas agora penso que realmente é algo extraterrestre. Tem morrido muita árvore de forma misteriosa onde a bola aparece e acho que uma coisa tem a ver com a outra. Teve um dia que eu e outro amigo ouvimos uma explosão e avistamos duas bolas brilhantes ao mesmo tempo. Então corremos para conferir, mas acabou sumindo tão de repente quanto apareceu”, narrou Clovis.

O avistamento do aposentado Luiz Cláudio Clemente Ferreira, 45 anos, foi mais recente. Há cerca de quatro meses, a mesma bola de fogo, no mesmo local, foi vista por ele e a esposa. O horário também era o começo da noite e o fenômeno sumiu em direção às mesmas pedras que ficam no vale de árvores mortas, em um local de difícil acesso visitado pela equipe de reportagem do Jornal Terceira Via.

“A luz saiu do chão, veio girando e ganhou altura. Cheguei a achar que era alguém balançando uma lanterna, mas logo ficou parecida com uma bola de fogo. Ela continuou girando por mais alguns segundos e sumiu”, contou Luiz Cláudio.

Ufologia

Os episódios de Vila Nova de Campos estão sendo acompanhados pela ufóloga campista Danielle Pedra, que fundou o grupo UFOs Norte e Noroeste Fluminense. Ela foi até o local, filmou a história dos avistamentos e publicou os vídeos no Youtube, divididos em três partes. Até a última terça-feira eles tinham alcançado 3.565 visualizações. Danielle explica que a conclusão do caso ainda depende de uma série de laudos de biólogos, físicos e geólogos que ela aguarda para saber, por exemplo, o motivo da morte de tantas árvores em um só local.

“Sabemos que 90% dessas histórias são falsas. Por isso, é necessário fazer uma triagem bem minuciosa sobre cada situação e um trabalho de investigação muito sério. O que chama a atenção no caso de Vila Nova é o fato de ter o mesmo padrão. Há esse mesmo relato em vários lugares do mundo”, esclareceu Danielle.


A lenda da Mãe do Ouro, que existe no Norte do município e em outras regiões do país, envolve sempre a mesma história: uma bola de fogo que corta o céu à noite. Mas, de acordo com Danielle, a ufologia trata esse folclore como Objeto Voador Não Identificado (OVNI).

Quando o assunto é OVNI, ufólogos divergem das Forças Armadas Brasileiras, que também monitoram esses fenômenos. “Para eles (Forças Armadas), um OVNI é tudo aquilo que o radar não capta. Para a ufologia, OVNIs são bolas de luz que nada têm a ver com fenômenos naturais, que não se consegue identificar e que fazem movimentos elípticos e inconstantes”, explicou a ufóloga.

Outras histórias

Histórias envolvendo experiências extraterrenas em Campos não estão restritas à localidade de Vila Nova e acontecem com frequência, conforme revela a ufóloga Danielle Pedra. Há casos em vários pontos do município. “O número de relatos na cidade está acima da média. Por isso, pedi a ajuda de outros ufólogos para que eles possam me ajudar na investigação”.

Ainda de acordo com Danielle, há em Campos informações que vão desde visões de sondas extraterrestres a queda de disco voador, além de seres que não têm forma humana. Uma das histórias dá conta de um ser que tem formato parecido com um cachorro, de médio porte, mas que levita. “Outra pessoa disse que teve contato com um ser com aparência de lagarto no Jardim Carioca”.
 Thiago Gomes

Rondinelli - Por todo mundo, existem relatos parecidos e o folclore popular está recheado dessas histórias! Quem nunca ouviu falar da Mula sem cabeça, Boi Tatá (O jesuíta no final da carta descreveu o Mbai-Tatá ou Baetatá, traduzido por Mbai (cousa) e Tatá (fogo). Coisa de fogo ou que é todo fogo - Aqui) Mãe de Ouro, Mãe D’agua e muitos outros.

São sempre relatos de pessoas bem simples e que não tem motivo algum inventar essas histórias! Eu acredito, e você? Divirtam-se.





quarta-feira, 24 de agosto de 2016

AERONAVE DA NASA FAZ PARADA TÉCNICA NO AEROPORTO INTERNACIONAL DO RECIFE

Um avião da NASA pousou, na manhã desta terça-feira (23), no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre, Zona Sul do Recife. A aeronave, utilizada para pesquisas da agência espacial, é modelo ER-2 e voa a 65 mil pés, altura bem acima da média dos voos comerciais. O piloto da aeronave informou que era uma parada técnica, mas não deu detalhes sobre o que seria feito.

O comandante Wagner Monteiro, do Globocop, estava na base aérea e fez imagens do avião. A chegada da aeronave reuniu funcionários dos hangares às margens da pista. "Foi uma coisa inusitada. Faz muito tempo que pousou um avião desses aqui. Gerou uma curiosidade enorme no pessoal que trabalha, é um avião bem diferente", conta o comandante.

Para o voo, a preparação é especial: o piloto usa traje de astronauta e, no Aeroporto dos Guararapes, o espaço aéreo chegou a ser fechado para o pouso, segundo o comandante. A Infraero, no entanto, informou que o espaço aéreo não foi fechado e funcionou normalmente durante o pouso da aeronave. [Veja no vídeo abaixo]
video

Por meio de nota, o Consulado dos Estados Unidos da América (EUA) informou que o pouso técnico serviu para reabastecimento e manutenção preventiva da aeronave e foi motivado pela localização geográfica e pelas condições operacionais do terminal aeroviário recifense. O avião da NASA deve ficar na capital pernambucana até a próxima sexta (26), quando decola às 5h em direção à Namíbia, na África.

Fonte: G1



quinta-feira, 14 de julho de 2016

CUIDADO COM AS FRAUDES (VELOCIDADE DO OBTURADOR)




Uma das coisas que deparamos mais em pesquisas ufologias são truques com fotografias que são postadas aso milhões e que não tem muito conhecimento acabam acreditando em tudo. Fotos tremidas desfocadas são os mais comuns defeitos(Efeitos) em uma fotografia dita ufológica e quem pesquisa seriamente tem que tentar desmistificar esse tipo de fotografia e não espalhar esse vírus maldito! Vamos lá.
Um dos truques que usados e que funcionam bem é da velocidade do obturador que veremos agora como funciona.

Velocidade do obturador
A velocidade do obturador ou tempo de exposição, em fotografia, está diretamente relacionada com a quantidade de tempo que o obturador da máquina (câmera) fotográfica leva para abrir e fechar, deixando passar a luz que irá sensibilizar a película fotográfica ou o sensor digital CCD/CMOS e formar a imagem.

Imagem de um pássaro

É fácil de perceber que se deixar a máquina receber luz durante 10 segundos, só vai ficar uma imagem estática e bem definida se nada no cenário que estamos a fotografar se movimentar durante este tempo.

Quanto menor o tempo de exposição, menos luz é absorvida no interior da máquina, maior a abertura do diafragma necessária para se obter uma exposição correta.

O tempo de exposição é normalmente dado no formato {\displaystyle 1/x} {\displaystyle 1/x}, em que X representa uma fracção de tempo em segundos. Os valores comuns são:

1/8000 s
1/4000 s
1/2000 s
1/1000 s
1/500 s
1/250 s
1/125 s
1/60 s
1/30 s
1/15 s
1/8 s
1/4 s
1/2 s
1 s
B (de bulb) — Que mantém o obturador aberto enquanto o botão disparador estiver pressionado.
Apesar de muito popular no meio fotográfico, o termo velocidade não é correto, pois o obturador, como vimos, trabalha com tempos de exposição, em geral frações de segundos, e isto não está relacionado com rapidez de operação ou de exposição.

Demonstração em foto noturna de como maiores tempos de exposição influenciam a formação da imagem. Fotografias obtidas com a mesma abertura do diafragma


Outros exemplos de fotografias



Pássaros são confundidos e por muitas vezes encontramos postagens em páginas ufológicas 



Infelizmente existem milhares de fotografias circulando pela internet! Imagens que enganam muita gente e que fazem a ufologia cair no ridículo. Rondinelli.